Unesco Angola Unesco Angola


Posted April 3, 2021 by mukandar9588

Messu - Puzzle Mapa Angola. 2,502 likes · 4 talking about this. A vitrine dos Puzzle desenvolvidos pela Messu. A Messu surge para cobrir uma necessidade: a educação e reforço da identidade nacional...
 
facebook.com
Estudantes angolanos No presente estudo utilizámos como metodologia principal de recolha de informação a entrevista semi-diretiva, realizada a ex-estudantes que realizaram a sua formação superior em Portugal ou no Brasil e que já se encontravam a exercer a sua atividade profissional em Angola. Por se tratar de um estudo exploratório, baseado numa análise de tipo qualitativo, a recolha da informação e a seleção dos entrevistados obedeceu a uma associação entre a amostra não estatística por conveniência e a técnica de amostragem não probabilística em “bola de neve”, que foi sendo construída à medida que realizávamos as entrevistas, sendo os novos contatos cedidos pelos próprios entrevistados. As entrevistas foram realizadas na cidade de Luanda durante os meses de junho, julho e agosto de 2010. No total foram realizadas 26 entrevistas a ex-estudantes, dos quais 14 estudaram em Portugal e 12 estudaram no Brasil.
5No decorrer da análise dos dados recolhidos durante a investigação constatámos que, para estes entrevistados, o acesso ao ensino superior no estrangeiro esteve ligado a diferentes contextos históricos do próprio país de origem, sendo as suas trajetórias de vida traçadas de acordo com estes acontecimentos, o que nos permitiu agrupar os entrevistados em três gerações, sem por isso termos a pretensão de generalizar os resultados à população do país:
designação de “mais velhos”, por respeito ao seu estatuto, assim como pela conotação que tradicionalmente é atribuída às pessoas mais velhas (respeito, experiência e sabedoria). Do ponto de vista da sua ligação à história recente de Angola, fizeram a transição entre o colonialismo e a independência, viveram intensamente os primeiros anos de construção do país sob o regime socialista, fizeram a transição da política socialista para o multipartidarismo, bem como participam atualmente nesta nova fase do país, de reconstrução pós-guerra. Para estes entrevistados, a partida quer para Portugal, quer para o Brasil decorreu de uma escolha do Estado angolano uma vez que foi este que financiou a deslocação e manutenção nestes países, dando seguimento à política de bolsa de estudos.
e que corresponde aos indivíduos que partiram para Portugal ou para o Brasil com o apoio económico da família. A mobilidade destes jovens está sobretudo ligada ao reacendimento da guerra civil na década de 1990, condicionante que limitou as perspetivas de futuro em Angola.
entrevistados com idades compreendidas entre os 20 e os 25 anos aos quais, por serem mais novos que a geração dos jovens, atribuímos a designação de “muito jovens”. Os entrevistados que se enquadram nesse grupo cresceram no período pós-socialismo, tendo por isso “beneficiado” de uma situação menos discriminatória (G1) por um lado, bem como acesso a mais oportunidades em Angola em comparação com a segunda geração (G2). Cresceram numa Angola multipartidária onde, apesar das dificuldades, realizaram um percurso escolar financiado pelos pais, que investiram numa primeira fase em colégios privados em Luanda e, posteriormente, na sua formação superior no exterior.
Visit for more information : https://www.facebook.com/PuzzlesMessu
-- END ---
Contact Email [email protected]
Issued By facebook.com
Country United Kingdom
Categories Business
Tags Unesco Angola
Last Updated April 3, 2021